11/10/2015

ao longe a asa negra solitária


queimava entre ouros e cores mortuárias
dissolvendo o voo das horas temerárias

Sem comentários:

Enviar um comentário