Publicação em destaque

Átomos estéticos são também cognitivos

  “Quando vemos algo além de nossas expectativas, pedaços locais de tecido cerebral geram pequenos ‘átomos’ de afeto positivo. A combinação ...

13/07/2024

Quietude

 

Deixa cantar os pássaros. 

A brisa ama os aromas

Sobre os lagos

Antigos, antiquíssimos.


O espírito não dorme

E tudo isto não tem nome.






07/07/2024

Duas sereias



(a sereia-peixe é muito conhecida, aparece na foto como dupla ou reflexo da outra, porque eu fiz assim, esbati esse lado; a sereia-pássaro é mais rara, encontrando-se com maior frequência no Alentejo do que em outras partes. Acho que ontem vi uma a voar. Estas pentearam-se muito bem, como as moiras encantadas, e eram ruivas como elas)

 

05/07/2024

Autorretrato ZenTao

 


luzombra - repetia, fascinado, o mantra aquele discípulo em surdina. O mestre repontava: o que dá luz também dá sombra. Entretanto, solitário, o fotógrafo passava pelo caminho.

30/06/2024

Vigiávamos o sono


e a perplexidade do estremecimento que não nos deixava dormir para [...] sempre

 (Leonora Rosado, Sede de Tântalo, p. 49)

27/06/2024

O ninho


Vagaroso, deslize subtil entre outros
[...] até ao desembaraço do salto

(Elisabete Marques, Animais de sangue frio, p. 45)
 

25/06/2024

Não há nada


percebido pelos sentidos que não se perceba imediatamente.
Está bem, tio Berkeley, nesse caso, a matéria é necessariamente
um produto mental. Está bem, tio Berkeley, nesse caso, porque fica essa espécie de eco na minha cabeça olhando esta foto?


 

Quem valoriza a palavra,



realiza a obra sem deixar rastos

(Tao Te Ching)



 

20/06/2024

Confissão desavisada

 

Inocente solidão desabalada,

Dera ao espanto radiante e mudo a voz,

A flor do ímpeto convversando

O sopro dos anos em regra arcaica

E poema de amor.

 


Era um poeta perene

O infinito sentido da vida.

Um filósofo

que tivesse aprendido esses fragmentos 

nos conduziria 

ao campo infinito

(leram bem: infinito)

e primitivo onde pervive 

ainda aquele tempo antigo 



Cosmopolitismo

africano


 

19/06/2024

Os contrastes matemáticos

não explicam a física,


a preferência pelo sol,
a consciência de que tudo
só existe em conjunto.

17/06/2024

Rebojo

 


Nem sempre a caravana passa,

Nem sempre o calado ganha.


Nem sempre a água se retira

Depois que escondes a cabeça


Na mesma praia

Do caranguejo

Da mesma pedra

Na mesma praça.


Mas quando partes

Alguém deixaste

Como um resíduo

Como um fantasma

Com sua ausência

Na voz atenta

Dos que te conheceram.


E contigo eles vão também

Puxando os fios do retorno

Das águas que deixaste à beira-mar.


10/06/2024

Talvez não tenhas reparado nisso


(as coisas em si próprias)

*

glosa a Camões:

"ninho feito, pega morta", 
Mundo, se te conhecemos,
Tu não enganas ninguém.

(Lendo Camões - vida e obra, de Carlos Maria Bobone)


 

09/06/2024

Dera ao espanto a mesa,


a toalha do canto
[...]
e a seda que vem
ao rumor da água

(José Valle de Figueiredo, Gradual).