Publicação em destaque

Átomos estéticos são também cognitivos

  “Quando vemos algo além de nossas expectativas, pedaços locais de tecido cerebral geram pequenos ‘átomos’ de afeto positivo. A combinação ...

15/10/2021

As nuvens corriam


com pressa para a praia, sem fúria. Entretanto, a ameaça de chuva estava suspensa. Não era alívio, o que sentíamos. Era alegria.



 

14/10/2021

11/10/2021

Na sombra doce da varanda

pousava sobre a mesa a rainha da Suécia, com sua pose sorridente, leve, educada e natural. Há pessoas em que o respeito pelos outros é tão bem incorporado que não se nota nelas a diferença entre a regra e o que não prevemos. Ela conhecia os nomes dos pássaros e a beleza das asas em pleno voo. Proferia palavras sibilinas e coloridas que tiniam por miríades nos meus ouvidos acordando sinos antigos novamente vivos. De soslaio vi as dunas próximas. Um simples inseto com mil olhos espreitava a sobrevivência.


 

10/10/2021

09/10/2021

Como Hölderlin,

como Nietzche, e em constante referência a eles, Heidegger se vê literalmente obcecado por intimações de um retorno revolucionário à fonte, de um ciclo de regresso ao ponto de partida (comparável ao da poesia e da teosofia apocalíptica de Yeats).



(George Steiner, Heidegger)


08/10/2021

César disse:


"vim, vi e venci". 
Nós temos a tendência para só ler o último verbo,
com a mesma flexão pessoal.


 

07/10/2021

Eu queria contar-vos uma estória,

 que mostrasse como são complexas as nossas cidades ao anoitecer e porque está acesa cada luz e apagado cada lar. Eu queria contar-vos uma estória mas, quando fui à varanda, extasiado, fiz apenas uma fotografia.



05/10/2021

O modo humano


passa pela nossa tendência para estabelecer e verificar padrões que facilitem a perceção e o sentido ou significado contextuais ou mais profundos. Os padrões poupam, não só tempo e energia, também espaço na memória. Considerar um padrão definitivo pode ser tão prejudicial quanto considerar a padronização dispensável.  É claro que, se eu busco a prontidão para o êxtase, preciso de me descondicionar e descondicionar-me dos padrões. É claro também que, se vou comunicar-me com vocês, preciso levar em conta os padrões comuns, ou pelo menos uma parte deles, se não eu falo e vocês não me compreendem. 

O processo mental que nos leva à criação ou perceção de padrões é, não só verificado, por um método parecido com o hipotético-dedutivo, mas apurado. Há como que padrões de padrões. Ou, se quisermos, padrões fundamentais, aos quais correspondem figuras geométricas (por assim dizer): círculos, simetrias, cruzes, triângulos. Esta figura assenta sobre simetrias e as simetrias interseccionam-se, aqui, pelas formas retilíneas, com a cruz, mas essas formas fazem a cruz integrando formas redondas, circulares e o próprio círculo organiza a grande simetria, que foca imediatamente a nossa atenção. Lá no fundo e no centro da simetria e do edifício aparecem de novo as linhas cruzadas, aí sem qualquer presença de formas redondas. Acho que faz sentido para um palácio da Justiça. 




03/10/2021

O oráculo é uma árvore solitária

Ó Fortuna,
como a lua, 
sempre mutável,
sempre crescente
ou minguante


(Carmina Burana - orquestrados por Carl Orff em 1936)