23/05/2009

toyin adewale gabriel frescas madrugadas fresh dawns

Há lacerações.

Mas deveríamos salvar as nossas feridas Acalmar esta tempestade de areia, serenar este ciclone Este tornado sobre nós Devemos abrir de novo os livros de registo. E deixar cantar os nossos pés Desde que tenhamos caminhado no encalço da luz buscando provas e altivos feitos Crescendo e orgulhosos como uma águia em voo.

(trad. Conceição Deus Lima; poema enviado por Cátia M. Costa)