21/03/2008

ryszard kapuscinski

nossos mortos

que já nada lhes importa

são frios

indiferentes

não fazem perguntas

mantêm-se afastados

sempre no mesmo lugar

calam

Sem comentários:

Enviar um comentário