05/03/2008

david mestre / autoretrato

nada sei
e o que presumo
emudeu
de perfeição

Sem comentários:

Enviar um comentário