24/11/2020

Sediado em Benguela - ausentes e esquecidos


José Marques Ferreirinha era um negociante sediado em Benguela, que lá morreu solteiro no ano de 1898. A nostalgia de uma origem desconhecida parece tê-lo conduzido à busca pela imagem. Quando faleceu, deixou vários “objectos de photographias”, a máquina fotográfica, algumas “oleographias” que lhe serviam de comparação, junto com “livros”. 

Não sabemos qual a sua origem. Provavelmente nasceu do ventre materno.