29/02/2020

Não caias no lago



Não caias no lago, não flutuarás, teus pés irão tocar o lodo movediço onde se abriga a plácida memória de tudo o que não luta e o fundo é escuro, pegajoso, puxa-te mais para baixo ainda sem que possas encontrar o chão firme, ou a bolha de oxigénio que te permita respirar e aspirar e voltar a ser o que nunca foste...